Destaque
NOTÍCIA | 7 Julho 2022

Novas formas de organização do setor da cultura em exposição

Está patente até dia 15 de julho a exposição “Práticas artísticas confinadas: resistência e coletivismo na pandemia COVID-19 em Portugal” no Centro de Artes e Criatividade (CAC) de Torres Vedras.

 

Este projeto, de caráter exploratório, pretende estudar as novas formas de organização do sector da cultura e os grupos cívicos (coletivos, associações, cooperativas e sindicatos) que, quer em Portugal, quer no estrangeiro têm surgido como resposta à pandemia Covid-19. Analisar como os referidos grupos têm sido criados, como se têm desenvolvido e contribuído para as dinâmicas de resistência política e social no espaço público.

 

A exposição resulta na apresentação da documentação audiovisual e escrita que foi produzida a partir de entrevistas, inquéritos, recolha de imagens, comunicados, manifestos e denúncias dos coletivos do setor da cultura constituídos durante a pandemia COVID-19. 

“Procuramos nesta exposição fazer coincidir os nossos processos e modos de produção de investigação coletiva com a documentação reunida e, com este fim, elaborar a montagem e materiais em foco com uma lógica processual, como um arquivo corrente”, segundo a equipa composta por sete mulheres investigadoras.

 

O processo de investigação em torno da produção e estabilização desta documentação encaminhou as investigadoras para uma cronologia dos acontecimentos entre 13 de Março de 2020 até ao momento presente centrada nos seguintes grupos cívicos, informais e associações: Ação Cooperativista, Trabalhadoras de Serralves, Arte Educadores em Luta, Convergência pela Cultura, APM Músicos de Portugal, Artesjuntxs, União Negra das Artes, AAVP - Associação de Artistas Visuais em Portugal, Vigília Cultura e Artes, os Trabalhadores da Casa da Música, a União Audiovisual, PROTO, AEAPP- Associação Espectáculo-Agentes e Produtores Portugueses, APPEE- Associação Portuguesa de Profissionais de Espectáculos e Eventos, o Movimento pelos Profissionais das Artes Performativas, a SOS Arte PT e Piso Justo.

 

O projeto teve o seu início em Janeiro de 2022 o IHA - Instituto de História de Arte - seed-project “Práticas Artísticas Confinadas: Resistência e Coletivismo na Pandemia COVID-19 em Portugal”, suportado pelo financiamento plurianual da unidade. São instituições parceiras o Centro de Artes e Criatividade (Câmara Municipal de Torres Vedras), O Chão de Oliva – Centro de Difusão Cultural em Sintra e o CRIA (NOVA FCSH). O projeto é coordenado por Cristina Pratas Cruzeiro (IR) e Daniela Salazar (Co-IR), investigadoras integradas do IHA – grupo CASt.

Novas formas de organização do setor da cultura em exposição

Última atualização: 07.07.2022 - 12:24 horas


Outras notícias

15 Julho 2022

Centro de Artes e Criatividade inaugura nova exposição temporária

No dia 14 de julho, o Centro de Artes e Criatividade (CAC) de Torres V...

Ver mais ›
7 Julho 2022

Novas formas de organização do setor da cultura em exposição

Está patente até dia 15 de julho a exposição “Práticas artísticas conf...

Ver mais ›
1 Julho 2022

Teatro de rua "Gangarilha" percorreu o Concelho

O teatro de rua Gangarilha esteve em itinerância pelas freguesias do c...

Ver mais ›